21 dezembro 2011

MultMeio

Peça que eu fiz pra empresa do meu irmão, com base na ferramenta mais popular da empresa, o Multmailer. Você pode conhecer a Multmeio por este site aqui, que em breve vai estar de cara nova, com novas propostas... Aguardem e confiem! =)


Obs.: a personagem não é meu, é da empresa há um bom tempo, eu apenas fiz redesenho pra época do ano... é bom esclarecer né? Esqueci quem foi que desenhou, acho uma graça este carteiro...

13 dezembro 2011


Mais uma atividade da Especialização. Desta vez trabalhei o conceito Abstrato, trazendo um pouco a reflexão sobre as sensações ao se sentar em uma cadeira depois de um dia cheio de preocupações...

11 outubro 2011

Ilustra de moda


E desta vez cá estou eu investindo na moda.
hahahhaahah
Que nada, apenas testando um pouco da habilidade de desenhar,dobrar e colar.

E ae?! Ficou bonzinho? Dá pro gasto? Faltou os sapatos, mas eu ainda vou recortá-los e colá-los. rs

Tem mais coisas vindo aí...


Xeru grande!

08 setembro 2011

Ponto de vista


Este foi um esboço para a atividade prática que mostrei no post anterior...
Tá vendo só?! Tudo na vida sofre distorção, a começar pelas nossas vistas. Principalmente se você tiver astigmatismo, hehehehehe.


(ok, apliquei toscamente o blur e sei lá mais o que, só pra dificultar um pouquinho a vida dos fdps que volta e meia utilizam imagens sem permissão ou qqr coisa parecida...)

01 setembro 2011

Distorção


tou me sentindo gordinha, e passei a prestar mais atenção à gula. Percebi que meus sentidos estão invertidos ultimamente, meus olhos devoram tudo, e minha boca é quem vê a desgraça que eu tou fazendo com o corpo, e no final ainda leva a culpa, coitada...
Daí, porque não usar esse insight para uma atividade da especialização do SENAC né?
Pois bem, eis o resultado da minha frustração tipicamente feminina com uma boa dose de estudos sobre distorção, neste caso, dos sentidos...

23 julho 2011

Fragmentos...


Recriei uma imagem da Cameron, o curso de especialização do SENAC a distância é demais. Super indico!

27 junho 2011

Leveza

Acho essa cantora por si só já um bom exemplo de leveza...
Seus fios sempre meio soltos, os traços delicados e roupas sempre com tom pastel...
Para vocês, Taylor Swift... Vide o clipe Mean... foi de onde tirei a make.

26 junho 2011

22 maio 2011

Ócio criativo

O dia dos Namorados está chegando, e acho que isso definitivamente afeta meu humor...

Pobre Scrat, mal sabe do que essa doce Scratita é capaz... rsrsrs


Ham... Alguém pode me dizer o que esse inseto está fazendo no cenário?! #XôInseto!


Hum... um carro parado no meio de nada...De quem será esse possante aí?


Eu sabia!!! Dona Florinda nunca me enganou com todo aquele lenga lenga pro lado do Professor Linguiça... Digo... Girafales...


Mas o quê?! Já brigaram de novo?! Só porque o Fusquinha quebrou? Ai, ai... o amor é tão complexo...


Fim

21 março 2011

Chá de casa nova - saldo


Olá, pessoas que achoque me visitam. Pois é, o chá de casa nova finalmente passou e estou aqui para dar o saldo dessa saga.
Seguinte, sabe aqueles conselhos que dei, inclusive a ideia de jogar a lista no blog?
Bom a parte positiva é que de fato o seu blog fica super mega visitado. Contudo, pelas mesmas pessoas. Acho que só um pouco mais da metade da família teve coragem de se dar ao trabalho de visitar a lista. O resto ficou pedindo para as mesmas pessoas olharem por elas o que falta, ou ficaram ligando para mim inutilmente perguntando o que faltava. Digo inutilmente, pois quem me conhece já deve imaginar que minha memória é de girico! Eu ficava simplesmente gaguejando meia hora tentando lembrar de alguma coisa, e acabava na mesma frase: "ah, olha o blog! Eu num consigo lembrar nada de cabeça não."
Bom, de qualquer modo, foi super divertido fazer dessa forma e com certeza meus familiares e os do meu esposo/marido/namorido/namorado (dependendo da raiva que ele fizer o nome vai sofrendo essas alterações, nesta ordem, kkkkkkkk) adoraram poder escolher onde comprar o presente, sem aquela apelação toda de lojas de grife e letreiro de material cromado com tipografia paga (papo nerd, né?).
Bom, dos 67 itens que listei aqui, sobraram apenas 14 itens que não ganhamos. Eu não sei vocês, mas eu acho o saldo super positivo, principalmente quando lembro que dos 14 que faltaram, sete são até o momento, dispensáveis. Os outros fizeram falta, não vou mentir, e por isso mesmo já estou anotando no meu caderninho de compras o que terei de resolver logo que receber a graninha do mês (tá sobrando mês pra tão pouco salário! rs).

Bom, puxando o gancho para um outro assunto, minha prima Munique está na saga para se casar. Ela sim vai casar com direito a tudo, eu enrolei a família! kkkkkkkkkkk
E eu serei nada menos que a madrinha dela e do digníssimo Edu! (ô mulé corajosa!) Não é demais?!
Então já para começar bem essa coisa de ser madrinha, que confesso não fazer a menor ideia de como se faz isso, fiz o desenho do convite do casal! Amei desenhá-los, e foi até fácil desenhar os rostos, pois a prima é linda, linda, e o maridão segue o mesmo nível (tá pensando o quê?! Minha família é linda, e também é exigente, rapá! rsrsrs). Só apanhei para resolver a posição deles... O Humor Acima de Tudo me afetou e acabei desenhando várias posições nada convencionais para um convite de casamento, mas no fim, achei uma posição bacaninha, sem ser feminista, nem machista, nem tão pouco escatalógica, mas ainda divertida.
Já tou mega feliz que os noivos aprovaram o desenho de primeira. Então, coloco aqui abaixo (eles deixaram, viu povos?!) para vocês dizerem o que acharam também.
Ah! Para as noivinhas e pessoas que estão também dando um novo passo na vida e se unindo à pessoa amada, deem uma espiada no blog que eles fizeram para dar seus testemunhos sobre esa jornada. É no mínimo, divertido.
:D
Bom, por hoje é só pessoal, fiquem com o desenho e o link da blog de Eduardo e Munique.


13 fevereiro 2011

Chá de casa nova

E aí, galerinha, tudo bem com vocês? Pois bem, não sei se algum de vocês leram meu último post, mas falei de disponibilizar a minha lista de chá de casa nova aqui. Sim, aqui mesmo no blog! Pois bem, abaixo está a lista do chá de casa nova... Ainda não sei bem como vai ser e onde, mas eu juro que atualizo o post logo que souber os detalhes... Enquanto isso, família e amigos, sintam-se a vontade pra ajudar uma jornalista lascada hahahahahaha.


O negócio é o seguinte: eu preciso que vcs, uma vez que resolvam o que vão presentear para mim e Formiga, assinalem nos comentários deste post, escrevendo o nome e o item que vão comprar. Sempre que alguém me informar, eu vou colocar o nome em vermelho na lista, neste mesmo post, para ficar mais fácil de todos visualizarem, ok?


Assim ninguém vai repetir o presente, entenderam? Legal, né? Pois então, conto com a colaboração de vocês. Ah! Se puderem falar para os familiares menos cibernéticos, para virem aqui e os auxiliarem para fazer o mesmo, agradeço muito! =D


Obs.: Seguinte pessoal, por uma questão de organização estética, estou pedindo a todos para que comprem os itens coloridos, nas cores branca e preta, tudo bem? Sabe como é, né? Os pretinho básico e o branco limpinho são um charme e tanto, rs. Mas podem optar por outros materiais como vidro, inox, alumínio, sei lá o quê, ou cores neutras, caso o branco e o preto sejam difíceis. Fiquem a vontade, rs. Desde já, agradeço a todos pela ajuda, que nem me envergonho em dizer, é super bem vinda, rsrsrs. Assim que eu souber quando poderei fazer o chá, aviso aqui.


Itens para Cozinha:

· 1 Bomboniere: Eltinho

· 1 kit de Abridor de lata, Abridor de garrafa, espátula e ralador multi-uso: Nubilene

· 1saca-rolhas, 1 cortador de queijo, pizza e 1 tesoura de cozinha: Bebel e Rafa

· 1 Açucareiro e 1 Saleiro (acrílico) + Cesta para pães (pode ser uma ‘pãozeira’ de acrílico)

· 1 Tábuas de carne e de frios (não de madeira): Elias

· 1 Balança pequena (para alimentos): Luciana e Luis

· Bandejas (2 grandes – inox e/ou acrílico)

· Bandejas (2 pequenas – inox e/ou acrílico)

· 1 Batedor de carne (sem ser de madeira): Nubilene

· 1 Batedor de ovos (inox): já tem dois! rs

· 1 bule de chá: Luiz Caju

· 1 Coador e peneiras (1 jogo com 3): Nubineide

· Colheres de cozinha (de cozinhar e de medida – preferencialmente, nada em madeira)

· 1 kit utilitários para cozinha com suporte de mesa (5 peças: escumadeira, concha, espátula etc)

· 1 Jogo de espátulas (para cozinhar, para bolo, para patê)

· 1 porta-sorvete (inox ou acrílico): Munique e Edu

· 1 Copo de medidas (de 1 litro)

· 6 copos de whisky: TITIA (Vanda Brito)

· 6 copos de licor: Lúcia de Dudu

· 6 tulipas: Jeófílins e Elba

· 6 taças (vinho): Ana Paula e Ivamar

· 1 Chaleira (inox): Tia Jussara

· 3 Descansos de talheres e de panelas

· 1 Rodinho de pia: Méuris

· 1 conjunto de Espremedor (1 de alho, 1 de batata e 1 de frutas): Nubilene

· Facas de cozinha (1 jogo com 6 + amolador): Manééél

· Jogo de 3 de assadeiras (refratário, preferencialmente com tampa)

· 1 Jogo de formas de alumínio (de tamanhos diferentes: para tortas, bolos, pizza etc.)

· 2 Frigideiras (1 pequena e 1 grande): Sala e Tina

· 1 Galheteiro (conjuntinho de potinhos para sal, pimenta, vinagre e azeite): Zilmara Marília

· 3 Garrafas d’água para geladeira: Ray e Ivo

· 2 Garrafas térmicas (1 para café e uma para chá): Déa

· 1 Jarra (água e suco de vidro ou acrílico): Nubilene

· 1 Panela de pressão (4,5 litros): Neusa e companhia (alumínio)

· 1 balde de gelo + Pegador: Thadeuzis e Debiz

· 1 Ralador multi-uso: Nubilene

· 3 Petisqueira (peq. méd. e grande): Raquel e Lukas

· Potes de plástico: Nubilene (vamo, meu povo! Só minha sogra me dá presente, é?! rs)

· Potes refratários com tampa (1 jogo com 6 peças): Tássia(chando, rsrsrsrs)

· 1 Porta-temperos: Silvania Fernandes

· 1 Escorredor de arroz e macarrão (inox): Ana Neide

Itens p/ Limpeza e organização:

· 1 Escorredor de louças (inox ou coza): Andesson Cavalcanti

· 1 kit para pia (porta-detergente, porta-esponja e lixinho de pia): Méuris

· 1 Porta-copos, 1 Porta-guardanapos e 1 paliteiro: Valeskitcha

· 1 Porta-rolos de papel-toalha (de mesa): Beth e Foguinho

· Prendedores de embalagem (2 conjuntos)

· 1 kit faxina: 1 Rodo, 2 vassouras (de pêlo e de garrafa PET) e 1 Pá de lixo: Já compramos! =D

· 1 Cesto de lixo 20 litros: Tia Rita

· 1 Avental: nem precisa mais =D

· 2 lixeiras inox quadradas – (3 litros)

· 2 lixeiras inox quadradas – (5 litros)

· 1 Cesto para roupa suja (1 grande vazado): Delma

· 2 Bacias (Pequena e média): Junior e Luísa

· Baldes (3 de 20 litros): Junior e Luísa

· 1 varal de chão: Nyander

· 1 varal de teto: Thiago de Rita

· 2 conjuntos de banheiro (porta escova de dentes, saboneteira, etc.): Seu Lunguinha

Itens para Cama, mesa e banho

· 2 jogos de cama de casal (Tam. Padrão, cores/estampas preferencialmente neutras): Tia Lúcia

· 1 rede casal

· 1 colcha de cama (Tam. Padrão, cores/estampas preferencialmente neutras): Tia Virgínia

· 4 jogos de pano de banheiro (tapete, tampa e tapete privada): Dona Teresinha

· 3 Toalhas de mesa (sendo 1 de plástico)

· Panos de prato (2 jogos): Danúsia

Outros:

· 1 ventilador de coluna: Odúlio e Nubilene

· 1 ventilador: Nubinelma

· Cabides (o quanto quiserem) e pegadores de roupa (o quanto quiserem também): Junior e Luisa

· 1 DVD/Blu-ray player



Sobre chá de casa nova (ou Guia da dona-de-casa nada prendada)

Como diabos alguém pode elaborar uma lista de chá de casa nova? Essa questão parece ser simples, não é mesmo? Mas eu estou vivendo essa fase, e de boa? Não é por aí, não! Percebi que, primeiro, a pessoa tem que se tornar obcecada por isso. É sério, se você quer organizar uma lista dessa natureza, você tem que acordar, viver, respirar e sonhar tudo isso, ou seja: tornar-se uma genuína dona de casa.

Ao acordar, vá logo para a cozinha, pois lá certamente você deverá encontrar 80% da lista de coisas que você precisa para o lar, ou sentirá falta delas... É impressionante o número de cacarecos que você provavelmente não verá mais do que três vezes durante toda a sua vida, mas que todo mundo vai encher a sua cabeça argumentando sobre o quanto aquilo tudo é importante.

Ah, acostume-se a mais do que nunca, não mandar em sua vida. Se você pretende morar só, pode esquecer aquela liberdade de chegar em casa a qualquer hora, comer a comida que já está pronta e inventar qualquer desculpa para subir logo para o quarto deixando a louça suja... pelo menos durante o processo de transição da vida boa debaixo da barra da saia da mamãe para a vida, tão comumente conhecida como "vida adulta".

Nesse estágio da vida absolutamente todo mundo que você conhece se sentirão no dever e na responsabilidade de lhe ensinar alguma coisa para a sua nova vida. Eles se meterãoem todas as decisões que você terá que tomar e vão lhe cobrar o tempo inteiro, principalmente se lhe virem bocejando ao assistir tevê em pleno domingo, quando todas as lojas da cidade ainda estão fechadas (acreditem! Aconteceu comigo hoje mesmo!). Sua mãe, seu pai, seus vizinhos, sua irmã e até mesmo quem sabe, em um devaneio qualquer a sua iguana de estimação vão perguntar se você já listou ou providenciou tudo o que vai precisar, e por quê diabos ainda está parado diante da televisão ao invés de estar resolvendo tudo.

Caso você esteja se organizando para casar ou morar com o parceiro então, compre logo a armadura e muito Lexotan para se defender dos ataques, porque certamente a família dele vai se meter mais do que a sua, e isso é grave, pois você não terá a mesma liberdade que teria com a sua família de responder quaisquer desaforos. Se você insistir na bobagem, tornar-se-á prisioneira perpétua das tormentas familiares com o seu cônjuge, isso se ele não acabar ficando do lado da família e lhe deixar, tornando todo o seu esforço até o presente momento, inútil.

Portanto, arme-se contra as críticas e picuinhas, porque elas virão aos montes de qualquer lado mesmo, e guarde sempre consigo o Lexotan, mas não para você! Guarde-os para quando não aguentar mais todo mundo. Dope-os oferecendo uma maravilhosa batida de Abacaxi com hortelã (e Lexotan, claro), e, em momento algum, ouse experimentar. Se eles forem resistentes à droga, não ficarão letárgicos, e você ficará vulnerável por ter tomado, e pessoas "lerdas" dizem "sim" sem pensar, então JAMAIS se dope.

Lembra da armadura? Pois bem, ela será indubitavelmente útil quando no momento em que eles acordarem e se derem conta que você os dopou para resolver tudo ao seu modo, ignorando absolutamente tudo o que lhe sutilmente lhe impuseram (e porque drogar as pessoas também não é legal, né?). ah, é bom correr de vez em quando para estar preparada quando precisar, como em um momento desse, descrito acima.

No mais, não fique se estressando com essa porcaria de lista de chá de casa nova (quem esperava que este texto fosse realmente ajudar com esta tarefa e está lendo até aqui deve estar deveras irritado comigo, mas as boas dicas vêm a seguir, juro!). Não perca tempo gerando listas de casamento ou de casa nova em sites de grandes lojas, ou nas lojas mesmo, pois é uma tortura forçar os outros a comprar onde você quer, quando outro lugar pode ter melhores produtos com preços mais acessíveis, sem falar na possibilidade (quase certeza) das pessoas não darem a mínima para as listas e comprarem o que vierem à mente, e certamente, todos pensarão nas mesmas coisas, fazendo você ter o trabalho interminável de sair trocando os presentes em tudo quanto é lugar.

Como resolver isso, então? Baixe uma lista pronta na internet (eu peguei a minha aqui), modifique como achar necessário (eu mudei bem pouquinho) e poste no seu blog ou qualquer outro espaço virtual de fácil acesso. Implore para que as pessoas que lhe conhecem assinalem o que vão querer comprar para você no espaço que houver para comentários, para que nenhum sem noção compre a mesma coisa, e atualize a lista (postagem) sempre colocando o nome das pessoas que já "assinaram" tanto virtualmente, quanto em uma versão impressa, pois esta será útil para os familiares menos cibernéticos combinarem com você o que darão. e lembre-se de gerenciar a tal lista pelo menos uma vez ao dia, para certificar-se de que nada está sendo duplicado.

Se ainda assim você achar complicado ou der errado, pelo menos você terá conseguido um bom público no seu espaço virtual por um médio prazo, o que você certamente curtirá ao ver nas estatísticas do Google Analytics. E lembre-se: não se aborreça muito com presentes que não vieram exatamente como você quis, você não pagou por eles!

Bom, eu vou fazer isso que eu postei aqui, claro, nem tudo, né? Drogar as pessoas é crime... Não levem a sério tudo o que eu disse aqui, mas também não levem na brincadeira demais (só para causar, rsrsrs). Se der certo, eu sistematizo mais ou menos o que eu fiz aqui no blog e gero um guia para vocês terem o mesmo êxito. Se der errado... Se der errado vocês mesmo vão poder ver aqui.

A próxima postagem será a lista, viu galerinha? Então ajudem a Maga a ser feliz sem perder tanto cabelo, please! Fala a mais nova obcecada pelo lar...

Quem me conhece bem deve estar ou decepcionado, ou preocupado coma lavagem que fizeram na minha cabeça... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

17 janeiro 2011

Sobre blogs pessoais

(Ou sobre a falta de compromissos com blogs pessoais)

Gente, não faço a mínima ideia se alguém já percebeu que eu quebrei a promessa de postar religiosamente todos os dias. Bom, não acho que eu deva me importar mesmo com isso, mas achei curioso comentar a respeito. É impossível levar um blog pessoal a sério se você não tem interesse em transformá-lo em algo profissional! Simples assim. Se o blog vira obrigação, ele fica chato, e desinteressante, principalmente porque você cria uma necessidade inútil de obrigar todos que conhece a ler seu blog e implorar por um comentário para se sentir estimulada a continuar postando. É muita humilhação. Falo isso porque fiz, isso mesmo, fiz e assumo minha humilhação.

Esse blog tinha o intuito de ser meu diário, meu caderno de rabiscos, meu momento de desopilação... E eu estou fugindo dele! Sim, estrou fugindo dele porque ele simplesmente deixou de ser tudo isso que descrevi! Ele passou a ser uma fonte inesgotável de frustração, que nem é minha, mas das pessoas que acham que todo blogueiro deve necessariamente levar seu blog a sério e postar sempre coisas super legais, e ser bem visitado para que seja importante.

Bom, queridos amigos, continuarei a postar quando eu bem quiser, do jeito que eu quiser, com o que eu quiser, de forma que ele volte a ser o que era para mim: um IMPORTANTE meio de desopilar e mostrar aos amigos o que eu quiser.

O post está fraco, sem muito argumento, mas por hoje é só, pessoal. Até porque, esse post nada mais é do que uma verborréia terapêutica para mim. =D

14 janeiro 2011

Um doce para quem adivinhar quem é...

Desenho que estou desenvolvendo para um lance aí... dou um doce para quem adivinhar quem é esse sujeito cabeludo aí... kkkkkkkkkkkkkkkkk
Até porque confesso que estou achando super diferente, olhando bem... E aí? Quem é?


12 janeiro 2011

Sobre sonhos


Há muitas coisas preciosas na vida de um ser humano, mas existe uma coisa valiosíssima que poucas vezes damos a devida atenção... e eu não estou falando da família, e dos relacionamentos, porque falando sinceramente, eu acredito que ao contrário do que se prega por aí, os seres humanos são sim, super preocupados com seus relacionamentos. Não fosse isso, não haveria tanto mercado voltado somente para isso. O único problema é que, tomado pelo imediatismo de hoje em dia, e pelos apelos publicitários, acabamos demostrando menos...

O tempo, também não é. Nós, seres humanos na verdade nos preocupamos tanto com o tempo, que acabamos deixando de viver plenamente simplesmente porque não teremos tempo para fazer aquela outra coisa importante. E nós sabemos que somos mortais... Mortais até demais!

A preciosidade sobre a qual quero falar hoje é o sonho. O ser humano tem tantas responsabilidades e distrações ao longo da vida, que antes mesmo de sair da infância já pode esquecer os seus sonhos. Sim, sonhos, bons sonhos, podem nascer na infância e serem seguidos por uma vida inteira. E se, a pessoa que o seguir, levar a sério suficientemente para tolerar quaisquer dificuldades e e preconceitos, essa, certamente, será uma pessoa de sucesso, que não mais será considerada louca, como muitos erroneamente são considerados.

Os sonhos são metas, que podem ser considerados objetivos, se trabalhados racionalmente, e podem vir a ser sua vida, plenamente, se você permitir que isso aconteça. Quantas pessoas você não conhece, que têm aquela consensualmente considerada uma "ótima vida", com emprego, família e moradia perfeitos, mas se diz incompleta? Ou pior, infeliz? Eu não sou uma pessoa muito vivida, para me colocar no status de referência, mas posso dizer que já ouvi algumas pessoas com a tal qualidade de vida excelentes, mas se dizendo completamente infelizes.

Vejam bem, essas pessoas de longe são ingratas com Deus ou com as possíveis pessoas que as puseram neste lugar. Não. As pessoas a quem me refiro são pessoas que puseram o dever para com a sociedade à frente de seus sonhos, porque não conseguiram, ou tiveram preguiça de tentar conciliar uma coisa com a outra. Deste modo, a vida que escolheram consumiram essas pessoas e elas não mais puderam seguir o caminho que haviam imaginado para si... Que talvez fosse um futuro bem mais concreto, se a pessoa tivesse simplesmente dito "sim, eu posso". Aquele mesmo "sim, eu posso" que nos fez rir ao assistir Eddie Murphy em O Professor Aloprado, pode ser o patético "sim" que vai salvar sua vida de frustrações desnecessárias (desnecessárias porque sim, você terá muitas frustrações, mas somente as focadas no seu real interesse lhe trarão o verdadeiro aprendizado e amadurecimento).

Da mesma forma, vale lembrar das pessoas que não tem nada na vida, porque simplesmente não consegue olhar para dentro de si, e descobrir quais são os seus sonhos. Vivem conforme a força gravitacional que a Lua exerce sobre a Terra, O sol, Marte, Vênus... Se brincar até Plutão entra no bolo para influenciar o pensamento dessas pessoas... Assim: elas ficam perdidas diante de tantas variações, e não conseguem nem se prender, nem terminar absolutamente nada do que começam, tornando-se pessoas vazias e infelizes.

Portanto, minha gente, hoje eu quero dizer que busquem os seus sonhos. Eles não serão fáceis de conseguir, pois a vida não tem que ser fácil. Se você não consegue vislumbrar qual o seu sonho, reserve mais tempo a você mesmo e se conheça, questione, busque, e descubra para quê você está nesse mundo. Avaliem suas atitudes, repensem seus caminhos, e pesem os prós e contras de cada decisão que tomou na sua vida. Não precisa abandonar tudo o que já construiu até hoje. Tente conciliar sua vida com seus sonhos... Ouça-os com atenção, certamente haverá uma resposta para essa problemática. E não desista nunca.

A Martinha não está morta, nem adormecida... Ela vive em meus sonhos todas as noites, e todos os dias em meu pensamento. E eu não me incomodo que sua hora demore a chegar um pouco, pois sei que estou sempre trabalhando ideias com esse sonho, e pondo em prática muitas coisas secundárias, que me levarão ao sonho de transformar a Martinha em algo digno de publicação nacional... Lembrem-se, gente. Sonhar não é sofrer de Sindrome de Peter Pan, é viver de forma mais leve... Eles apenas nos deixa mais joviais.

11 janeiro 2011


Ae!!! Finalmente, voltei ao Pilates! E já sinto que amanhã vou lembrar bem dele...
rsrsrsrs
Fiquei instigada para desenhar pessoal, mas o tempo ficou mais curto também, com o retorno do Pilates...
De qualquer modo... segue um desenho inacabado mesmo =D

10 janeiro 2011

Doce infância...


Mas sinceramente?! Aproveitei muito melhor as brincadeiras depois dos 20!

09 janeiro 2011

Here comes the sun...


Fica a dica, hein?! Se acharem que não vai chover... é bom usar roupa escura...
Se acharem que vai chover... optem por um guarda-chuva menos espaçoso...
A Lei de Murphy vai lhe contrariar; esteja certo disso.
Boa semana para vocês!

07 janeiro 2011

Não!

Hoje, não tem essa de não...
Hoje, não tem essa de desculpe...
Hoje, não vou me morder amiúde...

Hoje o sangue ferve forte!
Hoje as paredes viram destroços!
Hoje eu faço o que eu quero... porque eu posso!

06 janeiro 2011

Zencats


Sem muitas palavras... Apenas um estudozinho bobo com o Ilustrator... É bom para quem é daltônico, rsrsrsrs.

05 janeiro 2011

Síndrome de Clérambault

Tudo o que ela queria, era um pouco de luxo e mordomia...

Tudo o que ela queria, era que o marido não soubesse que ela traia...

04 janeiro 2011

Dona Lice


Dona Lice era acuada, uma pessoa de bem, mas com um comportamento que a fazia mal. Há quem diga que ela já foi uma garota meiga, esperta, linda de viver. Hoje as linhas de expressões percorriam toda a face evidenciando o seu nível de preocupação e desconfiança com o mundo.


Lice quase não tinha quase ninguém: namorado, esposo, filhos. Tinha apenas a irmã mais velha, a quem confiava e depositava toda a sua capacidade de soaciabilizar e de sentir. Mas até essa relação era complicada. Ora, Dona Lice sorria e bincava com sua irmã, ora a afastava com tom odioso de quem poderia chegar a matar.


A irmã mais velha nunca se importou de fato com tal comportamento: era uma pessoa desapegada demais com a família devido a um histórico assombroso de violência e excessos. Toda a família era louca, isso era fato.


As desventuras começaram cedo: a mãe tentou se matar ao descobrir a segunda gravidez. Achou que seria menos doloroso do que ter que fazer mais um parto normal. Acontece que ela não conseguiu se matar. Na verdade, não conseguiu sequer abortar a menina (sim, era Lice)... mas descobriu que os remédios antidepressivos que tomava na verdade eram placebos. O pai sempre foi uma pessoa calma. Até o dia em que o cachorro do vizinho resolveu morder a filha mais velha e ele acabou por mordendo o cachorro até a morte... Há quem diga que tudo o que ele queria apenas, era virar notícia... Fato é que hoje ele vive bem longe, mais precisamente na Coréia do Sul, onde abriu um restaurante especializado em boshintang.


Os avôs das meninas, depois dos surtos de seus descendentes, julgaram as meninas amaldiçoadas e resolveram colocá-las em conventos separados e trataram de tirar todos os contatos possíveis delas com a família, para que não houvesse a possibilidade de elas condenarem mais ninguém na família. A irmã mais velha, no entanto, sempre carismática e bondosa, conseguiu dobrar o coração da irmã que a aceitou, e conseguiu aos 18 anos resgatar a irmã caçula do outro convento, e puderam seguir a vida como uma família novamente, ainda que só de duas pessoas. Infelizmente ao final deste processo, Dona Lice já estava desgastada e rancorosa o suficiente para uma vida inteira. As irmãs do convento a tomaram como criada... os padres como amante.


Hoje Dona Lice está lá, sentada em seu banquinho da area, fumando seu Gudang Garam, de sabor e cheiro insuportáveis, enquanto aguarda a chegada da irmã. Está furiosa, como de costume. Não suporta mais o trabalho... Não suporta mais mudar de emprego... Não suporta nada. A irmã está demorando demais... Agora mais essa. Não pode demorar tanto! Mora a cinco minutos de sua casa! O celular não atende. Deve ser aquele cabeça chata de novo tomando seu tempo precioso com a irmã. Mas não importa, ela deve estar chegando...


As horas passam, e a situação permanece. Dona Lice já não tem cigarros para queimar o tempo e sua saúde, e também já não tem tempo para queimar aguardando sua irmã. Não é possível que ninguém lhe dê o menor sinal de vida! Quem ela pensa que é?! Se fosse algum problema alguém já teria ligado. Afinal de contas, ela é sua irmã! Eles não teriam a audácia de lhe esconder algo grave assim. Porque diabos ela não atende ao telefone?! Ah, quer saber?! Hoje Dona Lice vai mudar! Chega de depender dela! Chega de viver pra baixo porque os outros nunca ligam para ela... Chega de tentar ser sociável se nunca a compreenderão! Chega! Hoje ela vai ser diferente! Hoje ela vai mudar! Hoje ela...


- E aí, Chihuahuazinha querida! Esperou muito?! - grita a irmã no portão - Ricardo tomou um pouco do meu tempo hoje... sabe como são esses meninos, não é mesmo? Mas vamos deixar de papo e entra logo no carro! Tenho uma surpresa para você.


Ok... Talvez ela mude amanhã.

03 janeiro 2011

É tipo assim...

Bom dia, pessoas!
Estou meio sem tempo, mas achei um pensamento que tive hoje uma coisinha interessante e resolvi colocar aqui...
Como obrigação que me impus, rabisquei essas tranqueirinhas, só para não deixar, em nenhum dia da minha vida, exercitar a prática do desenho, por mais idiota que for esse rabisco... Beijão e feliz terceiro dia de 2011!


02 janeiro 2011

FELIZ 2011!!!

Sem mais detalhes... inventei de arrumar um desafio para mim... Basicamente me vi muito parada... Bom, meu blog está basicamente abandonado, portanto resolvi encarar como primeira promessa do ano atualizar o blog diariamente e trazer a Martinha de verdade de volta à ativa...
Além de ter um compromisso comigo mesma e com os garotos do livro "Humor Acima de Tudo" de retomar a escrita para o que vier de legal, rs.
Bom, obviamente já quebrei a promessa pois não postei ontem, rs... Mas o que importa é que ainda não desisti.
Enfim...

Obs.: A Martinha está brindando com uma garrafinha Ks de Pepsi... Eu jamais a drogaria mais do que isso...

Coleção Pingos de Quê - by Magaliana