20 novembro 2007

EU FAÇO E PONTO FINAL!

Hoje o blog será meu diário: Alguém muito importante questionou o meu perfil. Essa pessoa afirma que sou alguém aérea, fora das realidade da sociedade vigente. Não posso questionar a filosofia dessa pessoa, ela tem pleno direito de pensar diferente. Afinal de contas, foram criações diferentes, em universos diferentes, mesmo que tivéssemos nascido juntos, feito irmãos siameses, não seria igual. Nunca é.
Então, o que me resta dizer a essa pessoa, é que me perdoe, mas não concordo com ela, e não o farei até que eu, sozinha, esgote todas as minhas forças para lutar pelo que acredito. Talvez não dê em nada, mas talvez algo grande, médio ou pequeno aconteça e me satisfaça.

"Já de saída minha estrada entortou, mas vou até o fim"
Espero que entenda.

Eu não faço isso por que não tenho o que fazer
eu não faço isso por que vivo no mundo da lua
eu não faço isso por que ganho algum dinheiro
eu não faço isso por que quero ser beatificada
eu não faço isso por quer quero chamar atenção

EU FAÇO ISSO por que vejo um propósito
eu faço por que alguém tem que fazer
eu faço por que já precisei
eu faço por que tem quem precise
eu faço por que me traz conhecimento
eu faço por que tenho MENTE ABERTA
eu faço por que não estão caindo meteoros para ser o fim do mundo
eu faço por que se todos abandonarem a causa, será o fim do mundo
eu faço por que como qualquer pessoa, necessito de alguma esperança para não beirar à loucura


como diria Madre Tereza de Calcutá

"Muitas vezes o povo é egocêntrico, ilógico e insensato.
Perdoe-o assim mesmo.
Se você é gentil, o povo pode acusá-la de egoísta, interesseira.
Seja gentil assim mesmo.
Se você é uma vencedora, terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.
Vença assim mesmo.
Se você é honesta e franca, o povo pode enganá-la.
Seja honesta e franca assim mesmo.
O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra.
Construa assim mesmo.
Se você tem paz e é feliz, o povo pode sentir inveja.
Seja feliz assim mesmo.
O bem que você faz hoje, o povo pode esquecê-lo amanhã.
Faça o bem assim mesmo.
Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você assim mesmo.
Veja você que, no fim das contas, é entre você e Deus.
Nunca foi entre você e o povo."

4 comentários:

Mau Formiga disse...

Na minha opiniao este foi um dos seus melhores "posts".

Beijo, Linda!

;)

Capitão-Mor disse...

Adorei o seu texto e fico grato por saber que você é uma pessoa de mente aberta...
Bom final de semana!

Psiques disse...

Adorei... não precisa dizer muito.

Evelyne Furtado disse...

Menina , adorei seu blog. Bem parecido comigo. Também adorei sua visita e esse post. Quanto ao que vc perguntou, aos domingos colaboro com A Gazeta do Oeste de Mossoró. Uma modesta e "aquariana" colaboração.
Beijos e bom fim de semana.

Coleção Pingos de Quê - by Magaliana