20 novembro 2008

Não é por aí

Não que eu seja uma má pessoa.
Não que eu queira nada também.
Não que eu não sinta necessidade,
de sentir isto e ir além.

Não que eu tenha muito medo.
Não que eu não enxergue ninguém.
Não que não planeje, não pense,
só que no momento não convém.

Não quero insistir nem quero mentir.
Não quero atrair nem desperdiçar alguém.
Apenas não quero tagarelar por aí,
e justificar bobagens por amar alguém.

3 comentários:

substantivohomem disse...

POR AÍ

Certo que eu seja algo longe do ideal.
Certo que eu queria sempre o não convencional.
Certo tanto que o não te conhecer
seja lógica disfarçada de sentir.

Certo que se fez inesperado.
Certo que os fins justificam os atos.
Certo que os fatos não são feitos de acasos
eu aguardo o que convém.

Certo. Talvez eu queira me "enganar".
Certo. Quem sabe ao menos me disperdiçar.
Certo. Eu quero tagarelar todas as palavras e virgulas
Mesmo que parecendo piegas eu não te encontre mais
Por aí.

Geraldo DeLima

fred disse...

Muito bom, Mariana.
Beijos

Serjones disse...

dá até pra musicar, hein?

Coleção Pingos de Quê - by Magaliana