12 abril 2008

Foi engano (da série: a vida como devia ser)

Acontecia sempre no trabalho. Apareciam vendedores, curiosos, alunos, o que fosse, sempre em busca do que não podiam encontrar. Não ali.

Triiiimm!
- Pois não?
- Queria falar com doutor Figueira.
- Não há nenhum doutor Figueira aqui não, senhora.
- Ah, sério? Puxa, que coisa, olha, eu liguei para o número ****-****.
- É, foi engano.
- Hum, será que se eu discar de novo vai cair aí? Que coisa, foi engano. Obrigada. Tchau.
- Que nóia. Tanta conversa para no final ser um engano. (Voltou a trabalhar)

Triiiimmm!
- Alô?

- Olha! Caiu de novo aí, não foi?
- Foi (risos).
- Puxa, não sei o que faço, precisava mesmo dar esse telefonema. Mas figueira me deu o número errado. Tenho certeza que copiei certinho, ele errou.
- Entendo.
- Será que ele fez de propósito? Será que ele não queria mais um compromisso, uma folga rápida antes de um feriado, sei lá? Puxa vida, eu não merecia isso, tenho pressa.
- (preocupado) Eu não sei, pode ter sido um lapso, somente.
- É, verdade. Bom, tchau.
- Tchau.
- Desculpe o incômodo.
- Tudo bem. Relaxe (risos)

Triiimm!
-Puxa vida...Alô?
- Qual o seu nome?
- ah, é você...hehehe, meu Nome é Azis, e o seu?
- Cibele, bonito nome. Sabia que significa que você é bem amado?
- O que?
- Seu nome!
- Sabia não, bom saber.
- Você é legal. Foi bondoso comigo. Geralmente as pessoas me mandam logo às favas, sabia? Não que eu erre muito o número de telefone, mas quando acontece, remotamente...
- Entendo. É verdade, as pessoas acham logo que é piada.
- Pois bem Azis, meu telefone é ****-****, quando quiser ligar por engano. (risos)
- Com certeza! (gargalhadas quase contidas)
- Enfim, vou lá, Azis... Eu sou Cibele, viu? (desligou)
- Estranho né, cara? Tanta enrolação para um engano? - O colega do trabalho ri.
Nesse dia, Azis tardou a dormir. A voz era bonita, sim, muito bonita. Era simpática também, e incrivelmente louca: "Quem diabos daria um telefone a um desconhecido, em uma ligação que foi engano?", "Será que esse fulaninho que ela queria falar era algum namorado?" "Será que ela tem namorado?" "Qual será sua idade?".
A perturbação o tomou de tal forma que mal notou que realmente havia decorado o telefone dela, que estava ligando, inclusive.

Triiiimmm! Triiiimmm! Triiiimmm!

- O que é hein? São 3h da manhã! Quem está falando?
- Oh, não, desculpe, eu não pretendia. Estava pensando meio alto, sei La. Pensa-se alto com as mãos? Vá dormir bons sonhos.
- Azis?
- Como sabe?
- A voz (risos), é bonita. Marcou.

Ela também achara sua voz bonita. Riu. Pode ser de vergonha, pode estar me achando um babaca lunático também. Será que esse riso foi um nervoso de arrependimento de ter dado o telefone a um possível sociopata? Claro, deve ter sido isso, mas par a não demonstrar o medo fez o elogio. Poxa, ela também é esperta.

- Ainda está aí?
- Oh, sim! Estou...
- Ligou sem querer, então?
- Foi...(suspiro).
- Obrigada. Não estava dormindo. Na verdade, nunca estou. Dormir, a meu ver, é descansar o corpo e mente, a fim de restaurar as forças para o dia seguinte. Não funciona comigo. Tenho pesadelos.
- Terrível...Posso lhe fazer uma pergunta?....outra pergunta? ...mais do que as que já estou fazendo? (risos)
- Você é engraçado. Pode sim.
- Por que você me deu seu telefone? Quer dizer, por que você do nada tentou fazer amizade comigo? Não que eu não queira, mas... Foi engano.
- Nunca fiz isso, também não sei. Você pode ser um psicopata – Sabia! – O que? – Não! Nada não, bobagem minha – enfim... Sei lá, acabei fazendo.
– Obrigada por ter feito. Sabe? Não parei de pensar na sua voz... Muito atirado de minha parte dizer isso?
– (risos) Não, não. É bom ouvir. Mas deve ter sido pela situação, não acha?
– Pode ser...Quero lhe conhecer, de verdade. Pode ser?
– Não é nenhum psicopata, não, né?

Gargalhadas.

– Não. Prometo.
– Amanhã, então?
– Já?! Seu medo passa rápido. Ok, vamos, Gosta de sushi?
– Detesto, mas amo costela de porco.
– Tudo bem, eu lhe ensino a gostar depois. Churrasco do Araraúna, às 19h, que tem muita gente, assim ninguém tenta matar ninguém.
kkkkkkkk, você é ótimo. Combinado.

[...]

“Sr. Carlos Emanuel Lima Barbosa e ________Sr. Átila Gomes de Ramalho e
Sra. Angelita Oliveira Barbosa
______________ Sra. Carla Maria das Chagas

Convidam para a cerimônia religiosa dos seus filhos
Cibele Lima de Oliveira e Azis das Chagas e Ramalho


A realizar-se às 19h do dia 24 de Outubro de 2008, na Igreja Nossa Senhora das Causas Impossíveis, na rua São Nunca, sn, Centro, Passa e Fica/RN.

Após a cerimônia, os noivos receberão os convidados no Salão Principal do Hotel das Magias na rua Principal, 3333.

R.S.V.P."

8 comentários:

Dante Accioly disse...

Beleeeeeeeeeeeeeeeeeza de texto!!!!! Mas quem é Catarina?

mauricio_oliveira disse...

Paaaaaau! tah legal demais!!! só num sei quem eh catarina tbm! :S

Mariana Araújo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
FOI UM LAPSO MINHA GENTE!!!
DESCULPA!!
CONSERTEI
:D

Psiques disse...

Huahauhauhauah! goxtei!! Tô quase fazendo igual!

Clever Cesar disse...

Após uma longa análise posso afirmar sem sombra de dúvidas que Cibele é uma sociopata:

Sociopata: As características dos sociopatas englobam, principalmente,a o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração, baixo limiar para descarga de agressão, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. Essas pessoas geralmente são cínicas, incapazes de manter uma relação leal e duradoura, manipuladoras, e incapazes de amar. Eles mentem exageradamente sem constrangimento ou vergonha, subestimam a insensatez das mentiras, roubam, abusam, trapaceiam, manipulam dolosamente seus familiares e parentes, colocam em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca são capazes de se corrigirem. Esse conjunto de caracteres faz com que os sociopatas sejam incapazes de aprender com a punição ou incapazes de modificar suas atitudes. Quando os sociopatas descobrem que seu teatro já está descoberto, eles são capazes de darem a falsa impressão de arrependimento, falseiam que mudarão "daqui para a frente", mas nunca serão capazes de suprimir sua índole maldosa. Não obstante eles são artistas na capacidade de disfarçar de forma inteligente suas características de personalidade.

Na vida social, o sociopata costuma ter um charme convincente e simpático para as outras pessoas e, não raramente, ele tem uma inteligência normal ou acima da média.

Shadow disse...

Putz...BANDIDA!!
E vem falar que eu que é escrevo bem...tsc,tsc. Vontade doida de fazer as letrinhas correrem mais rápido pelos olhos, para comer o texto mais depressa (Estilo de vida fast food, sorry).

Valeu por me linkar!

Antonio Ximenes disse...

Mariana.

Essas coisas atépodem acontecer.
A paixão nasce de lugares e em ocasiões imprevisíveis.

Mas.

Eu não teria coragem de ligar para ninguém às 03:00 da manhã... rs.

Gostei do texto.

Abração pra tu.

Capitão-Mor disse...

Adorei seu texto. E no final, quem é o doido que troca uma suculenta costela de porco por um sushi?????

Coleção Pingos de Quê - by Magaliana