27 dezembro 2007

Sobre a trilogityum cronicum

Já repararam no surto que deu nos produtores hollywoodianos? Como se fosse lei decretada, todos os produtores resolveram transformar absolutamente todos os filmes em trilogias! Não que O senhor dos Anéis seja ruim, ou muito menos o Shreck 1, 2 e 3. Mas forçar o adorador (que tem bom senso) da oitava maravilha do mundo a ir para o cinema como quem vai para casa ver o próximo capítulo da novela, é demais!
Sim, muito eles lucram dividindo suas obras e adaptações, mas o que houve com aquela incrível habilidade de sintetizar as coisas?! Vejam bem, Desventuras em série, livro com umas 13 edições, perfeitamente adaptado em um único filme! E bastante entendível! Perfeito! Um primor! E com a bela atuação do notável Jim Carrey. O que os impedem de fazer filmes bem feitos e sintéticos?
Não, eles preferem repetir o homem-aranha, deixando-o cada vez mais emo e seus vilões mais chorões. Colocam aquela coisa verde e insossa do Huck pulando aqui no Brasil (no inescrupuloso Brasil, pois sim, vão acabar com nossa imagem mais uma vez, êta inveja). Alopram na brucharia daquele nerd metido a gostoso com sérias tendências homossexuais. E tentam explicar a poeira estelar citado no Mundo de Sofia agora com uma garotinha absolutamente arrogante na Bússola de Ouro.
O que não faz o dinheiro. Sim, eis a causa. O gasto é muito grande, mas o retorno é infinitamente maior! Nossa geração foi contaminada pelo vírus "soap-operae" e viramos infames dependentes psicológicos das novelas. Ok cabe corrigir, vocês! Eu detesto novelas. E por isso a partir de hoje também detesto trilogias, “quatrilogias” e qualquer novo filme seqüenciado que surgir! Os velhos eu mantenho sobre meus cuidados, Shreck é perfeito.
Um dia isso há de mudar. Os tempos mudam, sempre! Só Malhação que ainda insiste na receitinha básica para se manter ao longo desses 12 anos, e, acreditem ou não, ainda funciona. Afinal de contas, metade do país é jovem, e como de praxe todos têm seu momento Malhação.
Então acordem! Rebelem-se! Baixem os filmes vazados pela internet! e assistam curtas!
Sim! Viva os curtas! Últimos suspiros da genialidade e da criatividade humana! Valiosos vídeos super significativos e excepcionalmente irreverentes esquecidos nas boas páginas da internet, ou perambulando sujos e baratos pelo poluído Youtube.
Vejam SodaSexo, curtam A Sauna, Desirella, Amor!, A alma do negócio. Visitem o Porta Curtas da Petrobras, se deliciem com as animações do Anima Mundi, comprovem a criatividade humana no Curtagora. São gratuitos e muito bons.
E se curta metragem realmente não for sua praia, pelo menos veja um filme brasileiro (NÃO OS DA XUXA OU DO DIDI!!!)...eles ainda estão a salvo, a epidemia não os atacou.
Um 2008 melhor para todos. E mais prático.

4 comentários:

Lucas, o Foca disse...

aeh... alguém que parece que, como eu, também tomou a pílula vermelha e conseguiu sair da matrix kkkkkkkkk

Isso serve para mostrar que todos nós temos o dever (e a obrigação) de nunca perdermos o nosso senso crítico, pois quando isso acontecer. Ja éra Baby...

Um grande abraço para vc, amiga lokinha. E continuemos a nossa saga de baixar filmes, jogos, vídeos, animes e tudo o que pudermos pela internet. Porque coisa boa ultimamente ou é de graça ou está sendo compartilhado.

Um abraço
Lucas, o Foca

Formigando disse...

Muito boa!

Concordo em gênero numero e degrau.
mas cabe o comentário...
Curta, em 90% das vezes é pra quem tem PC e Internet.
Pq nao lançam um (ou mais) DVDs de curtas?
Ia ser massa hã? Espalhar e compartilhar!

beijo meu amor!

Capitão-Mor disse...

Desejo-te um óptimo ANO NOVO!!! E que continuemos com toda a força aqui nos teclados...
Abraço ultramarino!

Evelyne Furtado disse...

Oi!
Já nos comhecemos, então. Gosto dos seus textos e qurro continuar a lê-los em 2008.
Um feliz Ano Novo para você!
Bjk

Coleção Pingos de Quê - by Magaliana